Em coletiva, Paulo Carneiro anuncia política de desenvolvimento do Vitória a partir de 2020

por Paulo Victor Araújo - (@pevearaujo) em 18 de Janeiro de 2020 00:00

Na tarde deste sábado (18), o presidente do Vitória, Paulo Carneiro, concedeu uma entrevista coletiva na sala de imprensa do Barradão, antes da partida amistosa entre Vitória e Bahia de Feira. 

O mandatário do Leão falou sobre a política de desenvolvimento esportivo do clube, time de aspirantes, plano de sócios, contratações, política de ingressos e disputa do Campeonato Baiano e Copa do Nordeste.

"Quero destacar a política de desenvolvimento esportivo do Vitória, muito mais do que as contratações o programa, o processo. Temos que tentar conciliar o processo com o resultado e nem sempre isso é possível, o processo exige um pouco de perseverança. Hoje nós temos no time de aspirantes, nós temos 25 jogadores formados no clube, isso é um grande avanço. Permite que no time principal você trabalhe com menos gente e você pode suportar isso com o time de aspirantes", disse o presidente.

Paulo explicou a importância de ter um elenco principal com uma menor quantidade de jogadores, reforçando o trabalho de base e dando oportunidade a atletas mais novos através da equipe de aspirantes.

"Não precisa ter aquele elenco com 32 jogadores, que é muito difícil de administrar, diminuindo a média de idade dos jogadores, que é de 24 anos, não quer dizer que seja um time inexperiente. Essa é a política e o objetivo é cada vez contratar menos, para chegar a 2/3 do time principal formado por jogadores da base. Melhoramos a performance, a identidade, o espírito, a alma rubro-negra, para atender o mercado do futebol e gerar um caixa necessário, uma sexta receita que é nos clubes de futebol, a venda de jogadores", afirmou.

O presidente do Vitória fez questão de afirmar que não vai falar sobre as contratações, no entanto, destacou que o time planejado para 2020 está praticamente fechado.

"Não vou tratar de quem vai chegar e quem não vai chegar. As contratações estão 99% encerradas. Pode acontecer um fato ou outro, mas esse era o objetivo. Chegar no início da temporada com o elenco pronto para levar até novembro", falou.

Apesar de uma ideia fixa prévia dentro do clube, Paulo deixou claro que pretende aproveitar as oportunidades de mercado e exemplificou falando sobre o retorno de Ruan Café, que foi cedido ao São Paulo na negociação que envolveu o atacante Kieza, em 2016.

Os aspirantes sempre vai ser um elenco um pouco maior. Nesse processo passa as vezes alguma avaliação, algum atleta que a gente queira fazer uma aposta, como Ruan Café, que saiu daqui muito cedo e agora estamos dando a ele, inclusive, fez um dos gols no amistoso, é um jogador de qualidade mas não estava na nossa previsão, apareceu a oportunidade e nós vamos dar a ele", explicou.

Política de ingressos

O presidente rubro-negro afirmou que o clube vai adotar algumas medidas na venda de ingressos no Barradão. Paulo Carneiro questionou as antigas diretorias e afirmou que vai cobrar a apresentação da carteira de meia para a compra da meia-entrada, com o objetivo de profissionalizar e respeitar a relação com o torcedor.

"Essa é uma política nova na vida desse clube. Qual é a diferença dessa política de ingresso para o que aconteceu na vida do clube anterior, a meia só vai existir com carteira de estudante e já estão definidos até o final da temporada, sob qualquer circunstância, profissionalizando e respeitando a relação com o torcedor. Nas partidas decisivas os ingressos passaram a ser R$ 90 e a meia R$45", disse Carneiro.

Setorização do Barradão

Os espaços dentro do Barradão também irão mudar. O presidente aproveitou para anunciar a setorização do clube, que contempla os sócios Rubi e Topázio, categorias novas dos planos de sócios do clube. 

"Respeitando aqueles que compraram o título de sócio Rubi e Topázio, nós vamos dar personalidade a essas categorias, então está ali o espaço vermelho, que é o Rubi, o espaço cinza que é o Prata e o Topázio. O Vitória vai ter setorização, que já é um ensaio para quando o Vitória tiver a sua futura arena, então o Torcedor do Vitória vai ter que se acostumar. Agora é setorizado mesmo e quem paga mais, tem lugar mais privilegiado, que é no centro do campo. Quem paga menos, vai fugindo do centro do campo, até o fundo do gol", destacou.

Fim dos ingressos populares

No ano de 2019, o Vitória se destacou com ingressos mais baratos em um setor destinado a torcedores com menor poder aquisitivo. No entanto, o local destinado aos torcedores gerou incômodo, com isso, o presidente do Leão resolveu adotar uma postura diferente para 2020.

"Não vai existir mais ingressos populares. Nós vamos ter mil ingressos Topázio no setor prata, para atender as pessoas de poder aquisitivo mais baixo, com renda de até R$ 1500", afirmou. 

OUTROS TEMAS ABORDADOS POR PAULO CARNEIRO

Promoção para novos sócios

- "Nós estamos diretamente com o torcedor que tem acesso ao estádio. Estamos pegando o sócio Ouro e dando 30%, estamos pegando o sócio prata e dando 30%, estamos pegando o sócio bronze e dando 50%. Essa campanha vai até o dia 2 de fevereiro, é um momento único para o torcedor e atende todas as faixas. Não vale para quem tem boleto, a intenção é que o sócio faça no cartão, recorrente do ciclo de 12 meses. Esse é um momento único que eu espero que o torcedor acompanhe tudo que está acontecendo no Vitória. Nós estaremos prontos para atender essa demanda. Essa é a campanha de 30 mil sócios do Vitória, estamos fazendo nossa parte"

- "Não estamos preparando o Vitória para nós, estamos preparando o Vitória para o futuro. Anos atrás nós criamos aqui uma expectativa de futuro com a juventude cara pintada, nós queremos trazer de volta essa juventude cara pintada, esse é o nosso papel, por isso uma comunicação cada vez mais profissional, menos pessoal, a política de comunicação será institucional, do clube e não do presidente Paulo Carneiro, eu sou uma passagem aqui"

Academia de futebol

- "Estamos fazendo uma academia de futebol para crianças a partir de 4 anos de idade, vamos ter um programa esportivo técnico, profissional, acoplado a um programa social. Temos agora um novo patrocinador, que vai nos fornecer toda proteína do clube e está com o projeto para fazer uma grande churrascaria dentro da academia" 

Aplicativo Mundo Vitória e Banco Vitória

- "O aplicativo Mundo Vitória está chegando. É um aplicativo que vai interagir o torcedor e o sócio na vida do clube, é no aplicativo que ele vai poder se associar, colocar para entrar no estádio, temos grandes inovações. O Banco Vitória vai chegar junto. Estamos tendo discussões técnicas de implantação das duas ferramentas nesse momento. O futebol aqui passa a ser um meio, o fim é a alegria. Nós queremos trazer a alegria, o futebol é só o mesmo, o objetivo é fazer o torcedor do Vitória sorrir"

Torcida única

- "Eu acho muito ruim. As torcidas organizadas tem uma grande responsabilidade na torcida única, tem. Aqui no Barradão não vai ter violência. A torcida organizada tem que ser grupo de torcedores, não reconheço torcida organizada nenhuma, reconheço grupo de torcedores. Organizada no Brasil é sinônimo de terror, nesse aspecto eu defendo a posição do ministério público, mas é ruim" 

- "Vitória e Bahia são os grandes representantes do futebol baiano. Estamos juntos em muitos aspectos, discutindo melhorias. A rivalidade fica dentro de campo"

Sobre classificação para a Copa do Nordeste pelo Ranking

- "Se você matar o ranking, você mata o campeonato. A CBF já matou os estaduais e vai matar o Nordeste. Campeonato Baiano não existe, com todo respeito que eu tenho, mas que campeonato é esse que temos hoje? Quando a gente bota o ranking no Campeonato do Nordeste é para que ganhe força, depois ele pode até abrir, mas estadual tem que ser disputado com times de aspirantes. Não resistimos com time profissional disputando um campeonato onde o Vitória recebe 700 mil pra jogar o campeonato todo. Que campeonato é esse?"


Whatsapp
Mande um Comentário
Os comentários não representam a opinião do portal Galáticos Online. A responsabilidade é do autor da mensagem.

Ver todos

Publicidade

Fotos

Publicidade

Publicidade