Elenco, problemas e título: Sérgio Soares avalia desempenho do Bahia na Série B

por Leonardo Santana e Tarso Duarte em 28 de Agosto de 2015 00:00

Pressionado no cargo após a queda de rendimento da equipe nas últimas partidas, o técnico Sérgio Soares tem um bom retrospecto à frente do Bahia na temporada. Sob seu comando, em 2015, o Tricolor baiano disputou 53 jogos, com 27 vitórias, 11 derrotas e 15 empates, com mais de 60% de aproveitamento, marcando 90 gols e sofrendo 54 tentos.

Neste período, o treinador conquistou o título do Campeonato Baiano e o vice-campeonato da Copa Nordeste, mas teve duas eliminações frustrantes na Copa do Brasil, para o Paysandu e na Sul-Americana, após ser goleado pelo Sport. Agora, Soares reúne forças para conquistar o principal objetivo do clube na temporada: o acesso à Série A do Campeonato Brasileiro.

Diante deste desafio que se aproxima da sua reta final, o Galáticos Online conversou com Sérgio Soares que fez uma análise do primeiro turno do Bahia na Série B do Brasileirão. De acordo com o treinador, o desempenho da equipe, até então, foi satisfatório, mas pode melhorar.

No bate-papo com o GOL, o comandante tricolor relata também os problemas enfrentados pelo time, aponta que o clube precisa de reforços e que a meta é a conquista do título da competição nacional. "Nosso objetivo sempre foi brigar pelo título", destaca Soares.

Confira a entrevista completa com o treinador do Bahia, Sérgio Soares:


Galáticos Online: Como você avalia o desempenho do Bahia no primeiro turno da Série B?

Sérgio Soares: O desempenho na minha opinião é bom, em termos de pontuação, principalmente, que é uma pontuação que te dá margem para você alcançar o acesso na virada do turno. Somando 33 pontos, você conseguindo esta pontuação no segundo turno, provavelmente, você consegue o acesso. Então, em termos de pontuação foi bom. É evidente que precisamos melhorar um pouco mais, em termo de regularidade, do que foi o primeiro turno, para essa segunda etapa da competição.

GOL: Quais os motivos que você identificou para o Bahia ter oscilado um pouco na reta final do primeiro turno da Série B?

SS: Tivemos vários problemas dentro do primeiro turno. Problema de declínio técnico, problemas de lesões, de cartões e fomos forçados a mudar a equipe durante o primeiro turno. Estes foram os fatores que tivemos esta instabilidade no primeiro turno. Espero que na segunda etapa a gente tenha uma produtividade melhor em termos técnicos e, lógico, que cartões e lesões, vamos estar sujeitos a ter no segundo turno também, mas, principalmente, declínio técnico que deu uma instabilidade no primeiro turno, espero que na segunda etapa a gente não tenha e façamos um segundo turno melhor e mais regular.

GOL: O time precisa de reforços para conquistar o acesso à Série A?

SS: Digo sempre o seguinte: o elenco não está fechado e se o mercado te der possibilidade de contratar, você tem que contratar até que encerre as inscrições. A gente tem um elenco homogêneo para que a gente possa buscar esse acesso, mas estamos atentos ao mercado caso haja uma boa possibilidade dentro da nossa responsabilidade financeira contratarmos.

GOL: O Bahia briga pelo título ou o objetivo é só o acesso?

SS: O Bahia briga pelo título, o acesso será consequência. O campeonato está muito equilibrado, a proximidade das equipes, isso dá a possibilidade enorme e nosso objetivo sempre foi brigar pelo título. O acesso temos que trabalhar como obrigação.

GOL: No primeiro turno você usou vários atletas, você acha que este rodízio, esta variação que teve na equipe pode ser um diferencial físico no segundo turno da Série B para o Bahia?

SS: Acredito que sim. Não fizemos o rodízio por opção, mas sim por necessidade. Não sou muito adepto a rodízio. Acho que é importante você deixar uma equipe jogando para que ela possa ganhar entrosamento, sou dessa linha. Mas a necessidade nos obrigou e consequentemente tivemos atletas que jogaram menos e agora nessa segunda etapa podem ter uma condição melhor.

*Colaborou departamento de comunicação do Bahia
 


Whatsapp
Mande um Comentário
Os comentários não representam a opinião do portal Galáticos Online. A responsabilidade é do autor da mensagem.

Ver todos

Publicidade

Fotos

Publicidade

Publicidade