TV RÁDIO
Buscar

Ex-dupla Ba-Vi, preparador físico do Palmeiras avalia como melhorar a Base para o futuro

por Gabriel Galindo - (@gabrielgalindo_s) em 30 de Setembro de 2022 00:00

Entre as divisões de Base do futebol brasileiro, é fácil dizer que o Palmeiras está entre as melhores com o passar dos último anos. Inclusive, com o título do Campeonato Brasileiro Sub-20 no último domingo (25), o Porco retomou a liderança do ranking de taças de torneios organizados pela Confederação Brasileira de Futebol (CBF).

Com certeza um dos segredos é a chegada de uma excelente comissão técnica. Na categoria Sub-20, juntamente com o treinador de goleiros Luciano Junior, o roupeiro Eliezer e o auxiliar Gilmey, o preparador físico Angelo Alves atribui a boa fase ao encontro com profissioais com quem já trabalhou.

''Chegando aqui no Palmeiras tive a oportunidade de encontrar várias pessoas que já tinha trabalhado no Vitória e isso facilitou bastante a minha adaptação ao clube, além de João Paulo confiar muito no meu trabalho'', disse.

Ex-Vitória, o profissional fez história no Leão. Conquistou a Copa do Brasil Sub-20, em 2012, além de vencer o Campeonato Baiano profissional em 2016 e 2017. Alves começou no Barradão em 1998 como estagiário da categoria sub-20. Foram 8 meses de estágio na categoria. Em março de 1999 foi contratado para ser o preparador físico da categoria sub-14. 

Também foram quatro anos de categoria sub-17 no Rubro-negro e vários títulos importantes. Dentre eles, a Copa Zico. Nesse período foi convocado para a Seleção Baiana sub-17 três vezes.

''A minha chegada foi tranquila no Vitória já que conhecia muitas pessoas lá dentro. Trabalhei no Vitória, na Base, no momento bom. Quando o Vitória chegava na competição todos os outros clubes tinha medo de nos enfrentar. Era uma referência nacional , além do staff ser muito qualificado. Hoje o Palmeiras é a referência de base no Brasil e no mundo. O grande responsável por isso se chama João Paulo. Ele mudou o clube em todos os sentidos'', comentou.

Em 2006, teve uma oportunidade de ter uma experiência na Rússia. pelo Fc Moscou , time da primeira liga do país. Lá foi vice campeão da copa da Rússia e quarto colocado do campeonato Russo. Retornou ao Vitória em 2009 para o Sub-20 e só saiu em 2017. No ano seguinte, foi para a mesma categoria do Bahia, onde venceu os estaduais de 2018 e 2019, além do vice da Copa do Nordeste. 

Em 2020, Angelo ainda teve a oportunidade de trabalhar no Cruzeiro. Acostumado a vencer na carreira, o preparador avaliou como a dupla Ba-Vi, que tem tido péssimos desempenhos nos últimos anos, pode chegar novamente a um bom patamar no futebol brasileiro de base no futuro.

''Para serem o que eram, primeiro os times tem que voltar para a primeira divisão, para sua arrecadação ser maior e investir mais na busca de talentos pelo Brasil. A estrutura física (campos), hoje, é melhor que antigamente'', afirmou.


Whatsapp
Mande um Comentário
Os comentários não representam a opinião do portal Galáticos Online. A responsabilidade é do autor da mensagem.

Ver todos

Fotos

Publicidade

Publicidade