Sorato relembra momentos marcantes de sua passagem pela dupla Bavi

Autor(a): Redação Galáticos Online em 03 de Julho de 2020 20:30
Foto: Reprodução

Dando sequência a série de entrevistas, o Itapoan Esportes, programa esportivo que vai ao ar de segunda à quinta, na Rádio Itapoan FM, entrevistou, nesta quinta-feira -feira (02), o ex-atacante da dupla Bavi, Sorato. Hoje com 51 anos, o atleta relembrou detalhes de sua chegada no Bahia, falou sobre as dificuldades do clube na Série C de 2006 e contou detalhes sobre sua passagem pelo Vitória no ano seguinte.

“Eu tinha ido bem no Carioca pela Cabofriense. Na época o Aldo França, que trabalhava com o Nilton Mota, foi me observar e assistiu um jogo contra o Vasco onde eu marquei dois gols. Assim que terminou minha participação na Cabofriense eu fui direto para Salvador assinar com o Bahia. Tive uma participação muito boa no Bahia mesmo com 37 anos. Fui artilheiro da Série C e também fiz alguns gols no Baiano, mas infelizmente não conseguimos o acesso aquele ano por alguns problemas extracampo. Muito diferente da situação de hoje”, disse, e completou detalhando as dificuldades que o clube enfrentava na época. 

“Era muito difícil, mas a gente tinha um grupo que entendia isso é nos dedicamos ao máximo, mas não foi possível conseguir o acesso. Porém, a questão financeira era muito difícil. As condições de trabalho também eram precárias. Não tínhamos uma boa condição de trabalho. Bem diferente de hoje. Isso mostra que uma gestão seria consegue recuperar sua essência”.

O atacante também falou sobre sua passagem pelo Vitória em 2007.

“Fui para o Vitória um ano depois de sair do Bahia. Cheguei na reta final do Baiano e a gente conseguiu ser campeão naquele ano. Não foi uma passagem tão marcante para o torcedor, mas ficou guardado em minha memória. Conseguimos o acesso daquele ano e garantimos o planejamento traçado pela diretoria no início da temporada. Então foi uma passagem bem importante”, revelou.

Por fim, Sorato destacou os dois momentos mais marcantes com a camisa dos clubes da baiano.

“No Bahia foi o jogo contra o Ananindeua na antiga Fonte Nova, onde mais de 80 torcedores estavam lá nos apoiando do início ao fim. Aquela energia era boa demais. E no Vitória foi contra o São Caetano, no Barradão, onde entrei no segundo tempo e marquei o gol que nos colocou na disputa para o acesso à Série A. se a gente perdesse, estava praticamente fora".


Whatsapp
Mande um Comentário
Os comentários não representam a opinião do portal Galáticos Online. A responsabilidade é do autor da mensagem.

Mais noticias


Ver todos

Publicidade

Fotos

Publicidade

Publicidade