Conheça o projeto "Boxe Na Praia", idealizado pelo professor Carlos Caetano

Autor(a): Redação Galáticos Online (Twitter - @galaticosonline) em 07 de Janeiro de 2021 14:30
Foto: Arquivo Pessoal

Com início em 2013, o projeto "Boxe Na Praia", que é comandado pelo professor Carlos Caetano, completará oito anos de existência neste ano de 2021. Com a pandemia do novo coronavírus, o trabalho teve que ser interrompido por um momento, mas assim que as praias foram liberadas, os treinos foram retomados no lugar de costume, que é na Praia da Preguiça, localizada na Avenida Contorno, em Salvador.

Idealizador do projeto, o professor Carlos Caetano comentou sobre o princípio do Boxe na Praia e afirmou que somente ele faz esse tipo de atividade na capital baiana.

"Boxe na Praia surgiu em 2013, completando oito anos nesse ano de 2021. A ideia era sair das quatro paredes fechadas de uma academia e levar esse treinamento para uma área aberta, que desse aos alunos uma dimensão melhor, uma qualidade de vida melhor para os nossos alunos. E daí levamos esse projeto para as praças, praias, e hoje temos tido um resultado muito bom. Por que Boxe na Praia é a única família que faz esse tipo de trabalho aqui em Salvador, é o único que faz um trabalho diferenciado de hidroboxe, atividades dentro da agua.  Não conheço ninguém aqui em Salvador que realiza esse tipo de atividade, só no Rio de Janeiro. Então, desde o início acreditei que essa ideia fosse dar certo", disse o professor.

Carlos Caetano também explicou como as pessoas podem fazer para participar deste projeto que é feito nas praias da Preguiça e Porto da Barra, em Salvador.

"Para fazer parte da família Boxe na Praia é muito fácil. Eu chamo de família, porque tenho os alunos como uma família... Temos dois encontros com o grupo durante os fins de semana. Sábado na Praia da Preguiça, situada na Avenida Contorno às 7h. E aos domingos, no Porto da Barra, ao lado do Forte de Santa Maria, também às 7h. E durante a semana tenho os alunos que fazem a aula individual. O ideal é realizar duas aulas de boxe na semana", afirmou.

"Eu não pretendo mexer nesse formato, vou continuar trabalhando como estou, nessa direção de Deus, de fazer as coisas como Deus permitir que eu faça. Tudo planejado, tudo organizado, não quero mexer nisso, vai continuar assim. Eu fico muito feliz com as pessoas que gostaram do formato do ano passado da maneira que a gente trabalhou, foi uma maneira muito boa, porque o crescimento foi muito grande. Ano passado, eu deixei mais de 20 famílias de fora, querendo fazer as aulas, pedindo um horário, e eu não tinha como atender, como abraçar essas famílias, eu fiquei devendo a essas pessoas. Esse ano vamos nos organizar para poder dar uma assistência a essas famílias que não participaram em 2020. Está crescendo muito a busca. As pessoas estão saindo de suas casas à procura de atividades ao ar livre. E o Boxe na Praia tem feito isso. Além disso, peço autorização ao aluno, pergunto se posso gravar a aula, depois edito o vídeo e entrego a ele. Uma forma de presentear esse aluno e assim também poder mostrar como é realizado nosso trabalho. Porque é através desse vídeo que você vai passando para seus amigos, seus familiares, colocando nas redes sociais. E dessa forma vamos divulgando nosso trabalho e toda nossa dedicação com os nossos alunos", afirmou Carlos Caetano.

CONFIRA UM VÍDEO DO BOXE NA PRAIA:

 


Whatsapp
Mande um Comentário
Os comentários não representam a opinião do portal Galáticos Online. A responsabilidade é do autor da mensagem.

Mais noticias


Ver todos

Publicidade

Fotos

Publicidade

Publicidade