Chagas diz que sai com dever cumprido e isenta Vico e Ewandro de culpa: " Não adianta lamentar"

Autor(a): Redação Galáticos Online em 09 de Dezembro de 2020 09:50
Foto: Letícia Martins/ECV

O Vitória teve a chance de voltar a vencer na Série B. Fora de casa, o Rubro-Negro saiu atrás do placar, virou, mas após desperdiçar um pênalti voltou a levar uma virada e só teve forças para buscar o empate de 3 a 3 com o Cuiabá. Após a última partida, o técnico interino Rodrigo Chagas se mostrou satisfeito com o trabalho realizado. 

"Não tenha dúvida [que sai com o sentimento de dever cumprido]. Tentei fazer o melhor para o clube. Sentimento das duas últimas partidas é de que poderíamos sair com os três pontos nas duas. Hoje, foi um jogo mais aberto, contra uma equipe muito forte. Mas nós fizemos um grande jogo. Se fizéssemos o 3 a 1, nos daria tranquilidade, mas faz parte. Tomamos a virada, empatamos e poderíamos ter saído vitoriosos. A gente tentou fazer o melhor para o clube. Temos um elenco que pode buscar o que queremos, mas isso é jogo a jogo. Espero ter contribuído da melhor maneira possível. Vou estar aqui para ajudar nosso treinador que está chegando", analisou após o jogo.

Chagas deixa o comando com um saldo de duas vitórias, um empate e uma derrota. Agora, Rodrigo será auxiliar do técnico Mazola Júnior, que assume a equipe no restante da temporada.

"Ele [Mazola] assistiu ao jogo. Foi importante. Vamos passar que é um elenco de qualidade, com potencial para chegar, mas os resultados não estão vindo. Fizemos quatro bons jogos. Infelizmente, nesses dois últimos, não tivemos uma sorte melhor. É trabalhar e passar para ele o que vimos de positivo e negativo, para que os erros não voltem a acontecer", continua.

O treinador também analisou o pênalti desperdiçado por Vico e o contra-ataque no fim que Ewandro não aproveitou a jogada.

"Não posso culpar os atletas. Só quem erra é quem está no campo. A gente sabe que foram dois lances que culminaram com o resultado. Era um lance em que poderíamos ter aberto um 3 a 3. E no lance do Ewandro, ele poderia ter sido mais agudo. Mas a gente sabe que quem erra é quem está ali. Mas a entrega dos atletas foi grande. Fizemos um grande jogo contra uma ótima equipe. Espero contribuir com o Mazolla para que a gente possa ter uma crescente e buscar os resultados. Todos nós queríamos que ele fosse mais agudo, mas ele optou por outra situação. Mas foi um cara que ajudou. Através de um passe dele, saiu o gol. Não adianta lamentar. Nós temos que ser efetivos em campo e fazer com que as coisas aconteçam. Logicamente que queríamos que ele fosse para dentro, mas faz parte. Espero que, nas próximas partidas, a gente tenha uma tomada de decisão melhor".

Com o resultado, o time baiano permanece ameaçado pela zona de rebaixamento, agora na 14ª colocação, com 33 pontos. Já sob o comando do novo técnico Mazola Júnior, o Leão volta a campo na próxima sexta (11), contra o Cruzeiro, no Barradão.


Whatsapp
Mande um Comentário
Os comentários não representam a opinião do portal Galáticos Online. A responsabilidade é do autor da mensagem.

Mais noticias


Ver todos

Publicidade

Fotos

Publicidade

Publicidade