"Prefiro que me cobre a cobrar um menino", diz Carleto sobre má fase do Vitória na Série B

Autor(a): Redação Galáticos Online em 13 de Outubro de 2020 12:52
Foto: Letícia Martins/ECV

Fora do G4, o Vitória ainda não conseguiu embalar uma sequência positiva de pontos para entrar de vez na briga pelo acesso à Série A. Após 15 rodadas, o time comandado por Eduardo Barroca atravessa o seu pior momento na competição. Na 12ª posição, com 18 pontos, quatro a mais que o Figueirense, clube que abre a zona de rebaixamento, é o momento de o time acordar. Na visão do lateral Thiago Carleto, o sinal de alerta está ligado e, de agora em diante, o time precisa pontuar.

"A gente tem que estar atento. Não vou dizer preocupado, mas atento em todas as circunstâncias que estamos no campeonato. Acho que a gente não pode se desesperar, mas sim ligar o sinal de alerta. Com o time que nós temos, da forma que vem jogando, a gente não pode admitir estar nessa situação na tabela. Tem time fazendo muito menos e está lá em cima. O futebol é resultado. A gente tem que estar sim com sinal de alerta ligado, sinal de atenção. Tem sim que ligar o sinal de alerta porque com a grandeza do Vitória e o time que temos, não podemos estar na colocação que estamos", disse.

O defensor comentou sobre o fato de mesmo sendo vice-artilheiro e líder em assistências da equipe na temporada, é duramente criticado pela torcida.

"Eu tenho bem decidido na minha cabeça que por ser um cara que sempre venho aqui e falo, brigo pelo clube dentro de campo, fora de campo brigo para que as coisas possam andar, vou ser um cara visado. Então quando o resultado não vem, as coisas começam a aparecer. Eu não vou me atentar a estar pesado porque quem convive aqui sabe que sou um dos caras que treina mais, foco meu trabalho, procuro treinar mais, me cuido. Falar aqui das dores que sinto, no joelho, nas costas, para um crítico, isso não vai adiantar. Quando o resultado começar a vir, essa é a resposta. Não absorvo isso como uma raiva, e sim como um incentivo para mim. Se alguma pessoa quiser, tem o fisiologista, tem o médico e procurar saber minhas reais condições. Se não tivesse condição de jogar, não seria um dos jogadores que mais atuou no Vitória. Prefiro que me cobre a cobrar um menino. Apesar de saber que os meninos têm responsabilidade. Prefiro que deixem eles mais tranquilos", completa.

O Rubro-Negro volta a campo com o Vitória no próximo sábado, contra a Chapecoense, em Chapecó, às 16h (horário de Brasília).


Whatsapp
Mande um Comentário
Os comentários não representam a opinião do portal Galáticos Online. A responsabilidade é do autor da mensagem.

Mais noticias


Ver todos

Publicidade

Fotos

Publicidade

Publicidade