Justiça Desportiva investigará suposta injúria cometida por Ramírez

Autor(a): Redação Galáticos Online em 14 de Janeiro de 2021 09:00
Foto: Divulgação

A Procuradoria do STJD (Superior Tribunal de Justiça Desportiva) solicitou a abertura de um inquérito para apurar a denúncia de injúria racial feita pelo volante Gerson, do Flamengo,  contra Ramírez, do Bahia. De acordo com o site do órgão, o auditor Maurício Neves foi o sorteado por processar o inquérito. O caso também está sendo investigado na esfera criminal pela Delegacia de Crimes Raciais e Delitos de Intolerância.

O caso pode ser enquadrado no Art. 243-G do Código Brasileiro de Justiça Desportiva: praticar ato discriminatório, desdenhoso ou ultrajante, relacionado a preconceito em razão de origem étnica, raça, sexo, cor, idade, condição de pessoa idosa ou portadora de deficiência.

A pena prevê suspensão de cinco a dez partidas, se praticada por atleta, mesmo se suplente, treinador, médico ou membro da comissão técnica, e suspensão pelo prazo de 120 a 360 dias, se praticada por qualquer outra pessoa, além de multa, de R$ 100 a R$ 100 mil.

Segundo o GloboEsporte.com, a Procuradoria pediu que sejam coletadas todas as imagens e áudios disponíveis e sugeriu que sejam ouvidas as seguintes pessoas: Gerson, Ramírez, Natan, Bruno Henrique, o técnico Mano Menezes, além do árbitro e seus auxiliares.

O Bahia chegou a contratar uma auditoria por conta própria e nela não foi constatada nenhuma pratica criminosa feita por Índio. Os profissionais contratados pelo clube flagraram o atacante Bruno Henrique chamando o jogador Tricolor de "gringo de merda".


Whatsapp
Mande um Comentário
Os comentários não representam a opinião do portal Galáticos Online. A responsabilidade é do autor da mensagem.

Mais noticias


Ver todos

Publicidade

Fotos

Publicidade

Publicidade